Novos sentidos para um novo tempo

Editorial
Conteúdo protegido contra plágio Share:

O século XXI marca um tempo em que velhos modelos são abalados. As antigas estruturas parecem já não mais fazerem sentido. No século XXI inovação é palavra de ordem.  Apesar das mudanças serem perceptíveis em um determinado nível, há um outro nível que passa muitas vezes desapercebido: o nível da transformação cultural, o qual abarca valores e significados, e afeta consideravelmente os desejos dos indivíduos.

O século XXI marca um tempo em que velhos modelos são abalados. As antigas estruturas parecem já não mais fazerem sentido. No século XXI inovação é palavra de ordem.  Apesar das mudanças serem perceptíveis em um determinado nível, há um outro nível que passa muitas vezes desapercebido: o nível da transformação cultural, o qual abarca valores e significados, e afeta consideravelmente os desejos dos indivíduos.


“O sol da noite agora está nascendo. Alguma coisa está acontecendo. Não dá no rádio nem está nas bancas de jornais. Em cada dia ou em qualquer lugar, um larga a fábrica, o outro sai do lar…”

Os versos acima datam de 1975 e fazem parte da música Novo Aeon, do cantor e compositor Raul Seixas, uma das mais brilhantes e visionárias mentes da época.  Apesar de ter sido escrita quarenta e três anos atrás, Novo Aeon parece se encaixar muito bem para ilustrar o presente.

O século XXI marca um tempo em que velhos modelos são abalados. As antigas estruturas parecem já não mais fazerem sentido. No século XXI inovação é palavra de ordem. Apesar das mudanças serem perceptíveis em um determinado nível, há um outro nível que passa muitas vezes desapercebido: o nível da transformação cultural, o qual abarca valores e significados, e afeta consideravelmente os desejos dos indivíduos.

Como dizem os versos de Raul, “Alguma coisa está acontecendo. Não dá no rádio e nem está nas bancas de jornais.”, é possível perceber a importância em dirigir nossa atenção para aquilo que “não dá no rádio e nem está nas bancas de jornais”: o nível da transformação cultural, nível silencioso, talvez o mais importante dos níveis.

Considerando o fato dos avanços tecnológicos possibilitarem aplicações benéficas e maléficas, é preciso ir muito além do fascínio causado pelos gadgets. É preciso falar da tecnologia com uma visão humana e sobretudo ética, considerando também os impactos de ordem cultural.

E é essa a missão da Século 25 Magazine.
Mais que falar sobre tecnologia, acreditamos que é preciso discutir seus desdobramentos a longo prazo.

Mais que pensar se estaremos vivos no século XXV, nosso objetivo vai muito além. Nosso objetivo é pensar em “qual” mundo estaremos vivos, e “como” nos adaptaremos a ele. Nosso objetivo principal será sempre o de pensar os impactos deste admirável, e possível, mundo novo.

Boa leitura!
Midierson Maia, editor chefe

error: Content is protected !!